Morashá

ANTISSEMITISMO


Antissemitismo no pós-guerra: o pogrom de Kielce

Antissemitismo no pós-guerra: o pogrom de Kielce

No dia 4 de julho de 1946, a cidade polonesa de Kielce foi palco de um violento pogrom. A sede da comunidade judaica foi atacada por uma multidão de civis, policiais e militares, que massacraram, em plena luz do dia, 42 judeus - homens, mulheres e crianças - e feriram mais de 100. Depois disso estava claro que não havia futuro para os judeus na Polônia.

Edição 92 - Julho de 2016

Antissemitismo volta a golpear judeus na Europa

Antissemitismo volta a golpear judeus na Europa

A chaga do antissemitismo volta a mostrar suas garras em pleno século 21, e em pleno coração da Europa. Marcaram o cenário, a partir de 2012, ataques bárbaros contra alvos judaicos, numa escola em Toulouse, no museu em Bruxelas, no mercado casher em Paris e na sinagoga em Copenhague.

Edição 87 - Março de 2015

O avanço do racismo na Europa

O avanço do racismo na Europa

A Europa, mergulhada na sua mais grave crise social e econômica desde a 2ª Guerra Mundial, resgata fantasmas como o terrorismo e o racismo, responsáveis por instaurar no continente uma atmosfera de temor, incerteza e desilusão.

Edição 84 - Julho de 2014

Antissemitismo assombra a Hungria

Antissemitismo assombra a Hungria

O fantasma do antissemitismo volta a rondar a Hungria, em movimentos impensáveis para um país integrante da União Europeia.

Edição 79 - Março de 2013

A tragédia dos judeus de Vichy

A tragédia dos judeus de Vichy

O drama dos judeus de Vichy não começou em Vichy. Suas raízes mais acentuadas remontam ao início do século 19, quando o antissemitismo já permeava grande parte da sociedade francesa e Napoleão Bonaparte agia de forma ambígua com relação aos judeus.

Edição 73 - Setembro de 2011

Uma fraude centenária: Os Protocolos dos Sábios de Sião

Uma fraude centenária: Os Protocolos dos Sábios de Sião

Apesar de repetidamente desacreditado e de ter sua falsificação comprovada, o livro Os Protocolos dos Sábios de Sião se tornou o documento anti-semita mais lido, em todos os tempos.

Edição 64 - Abril de 2009