Morashá

HOLOCAUSTO


Os réus

Os réus

Cada um dos 22 homens fortes do Terceiro Reich,  que o Tribunal Militar Internacional levou a julgamento entre novembro de 1945 e outubro de 1946, teve uma participação integral e necessária na criação do III Reich. Cada um, à sua maneira, colocou suas “expertises” a serviço de Hitler para que fossem atingidos os objetivos do  Führer de dominar a Europa e primordialmente exterminar todo e qualquer judeu.

Edição 93 - Setembro de 2016

O julgamento de Nuremberg

O julgamento de Nuremberg

Nuremberg, dia 16 de outubro de 1946. Dez homens  fortes do 3º Reich condenados à morte pelo Tribunal  Militar Internacional são enforcados. Era Hoshaná Rabá  - o dia em que D'us sela os veredictos de Rosh Hashaná  para o ano seguinte.

Edição 93 - Setembro de 2016

Os últimos meses de Anne Frank

Os últimos meses de Anne Frank

O relato a seguir se baseia em importante documentário realizado pelo cineasta judeu holandês, Willy Lindwer, depois transcrito em forma de livro. Durante dois anos ele entrevistou mulheres sobreviventes da 2ª guerra que, de alguma forma, cruzaram seus passos com os de Anne Frank,  a menina judia que, em função de seu célebre diário, passou  a simbolizar para a posteridade os horrores do holocausto.

Edição 92 - Julho de 2016

A missão de um judeu em Nuremberg

A missão de um judeu em Nuremberg

Em junho de 1945, um mês depois do fim da Segunda Guerra Mundial, o soldado raso americano Richard Sonnenfeldt, de 22 anos, prestava serviço na Áustria, engajado no Sétimo Batalhão do Exército Aliado. Certa manhã foi convocado por um tenente que lhe disse: "Apronte-se, praça, o general quer Falar consigo". A partir daquele momento, o jovem combatente judeu, nascido na Alemanha, saiu do anonimato para ter seu nome inscrito na história como o principal intérprete do tribunal de Nuremberg.

Edição 91 - Abril de 2016

Música em Dachau

Música em Dachau

A música nos campos de concentração nazistas sempre ocupou uma posição ambivalente, ora servindo como estratégia legítima de sobrevivência para as vítimas através do desvio da atenção da desgraçada situação em que se encontravam, ora sendo utilizada pelos perpetradores como uma tentativa perversa de as rebaixar e degradar.  em Dachau, para onde centenas de milhares de judeus foram deportados, essa situação não foi diferente.

Edição 90 - Dezembro de 2015

Uma Heroína para a História

Uma Heroína para a História

A judia Marthe Cohn cresceu em Metz, na Alsácia-Lorena, uma região por muitos séculos disputada entre a França e a Alemanha. Educada num lar ortodoxo, Marthe jamais imaginou que, com pouco mais de vinte anos de idade, agiria como espiã, infiltrada nas tropas nazistas. É extraordinária a história da sua sobrevivência e coragem.

Edição 90 - Dezembro de 2015