Morashá

CARTA AO LEITOR:
ANO XI N.42 SETEMBRO 2003

Mais uma vez, aproximam-se as Grandes Festas judaicas. Em Rosh Hashaná celebraremos, uma vez mais, o início de um novo ano judaico, invocando sobre nós e nossas famílias as bênçãos divinas para mais uma nova caminhada. É uma época de renovação íntima, para cada um de nós, bem como de renovação coletiva, do mundo como um todo. Mas o ano novo judaico não é feito só de celebrações festivas, como muitos podem pensar. É o início de um período de introspecção e reflexão que culminará em Yom Kipur. É uma oportunidade para se fazer um balanço interior de nossas ações no ano que termina. É uma época de auto-análise, durante a qual devemos parar e pensar sobre nós mesmos, nossa vida com suas realizações e decepções, alegrias e tristezas, repensar nossas aspirações, assim como nossas relações com as pessoas que nos cercam.

Por ocasião de Rosh Chodesh Elul, tivemos a honra de receber na Sinagoga Beit Yaacov a visita do Rishon le-Tzion, o Grão-Rabino Shimon Amar, rabino-chefe de Israel, e do rabino Laibl Wolf. A mensagem do Rishon le-Tzion foi de fé e esperança nesta nova oportunidade que nos é dada a cada ano, deixando-nos guiar pelo Todo-Poderoso, para que não fôssemos com uma nau sem rumo, em meio à tempestade da vida. O Rabino Wolf expressou, com muita suavidade, o seu estímulo para que deixemos brotar o que de melhor temos em nosso íntimo, deixando de lado o egocentrismo, fazendo aflorar os nossos sentimentos de tolerância e confiança nos outros, e vivendo da maneira mais plena os princípios básicos de nossa espiritualidade, oriundos da obra magna do Rabi Shimon bar-Yochai, o Zohar.

Na tradição judaica, a paz interior e exterior é considerada a maior de todas as bênçãos. Neste Rosh Hashaná e Yom Kipur, nós, judeus, e nossos irmãos do mundo todo, rezaremos para que o novo ano traga paz e tranqüilidade para todos para os judeus espalhados pelo mundo e para os judeus de Israel bem como para toda a humanidade.

Um ano doce, de saúde e alegria para todos!

Shaná Tová!

LEIA A CARTA NA ÍNTEGRA...

CARTA AO LEITOR:
ANO XI N.42 SETEMBRO 2003

Mais uma vez, aproximam-se as Grandes Festas judaicas. Em Rosh Hashaná celebraremos, uma vez mais, o início de um novo ano judaico, invocando sobre nós e nossas famílias as bênçãos divinas para mais uma nova caminhada. É uma época de renovação íntima, para cada um de nós, bem como de renovação coletiva, do mundo como um todo. Mas o ano novo judaico não é feito só de celebrações festivas, como muitos podem pensar. É o início de um período de introspecção e reflexão que culminará em Yom Kipur. É uma oportunidade para se fazer um balanço interior de nossas ações no ano que termina. É uma época de auto-análise, durante a qual devemos parar e pensar sobre nós mesmos, nossa vida com suas realizações e decepções, alegrias e tristezas, repensar nossas aspirações, assim como nossas relações com as pessoas que nos cercam.

Por ocasião de Rosh Chodesh Elul, tivemos a honra de receber na Sinagoga Beit Yaacov a visita do Rishon le-Tzion, o Grão-Rabino Shimon Amar, rabino-chefe de Israel, e do rabino Laibl Wolf. A mensagem do Rishon le-Tzion foi de fé e esperança nesta nova oportunidade que nos é dada a cada ano, deixando-nos guiar pelo Todo-Poderoso, para que não fôssemos com uma nau sem rumo, em meio à tempestade da vida. O Rabino Wolf expressou, com muita suavidade, o seu estímulo para que deixemos brotar o que de melhor temos em nosso íntimo, deixando de lado o egocentrismo, fazendo aflorar os nossos sentimentos de tolerância e confiança nos outros, e vivendo da maneira mais plena os princípios básicos de nossa espiritualidade, oriundos da obra magna do Rabi Shimon bar-Yochai, o Zohar.

Na tradição judaica, a paz interior e exterior é considerada a maior de todas as bênçãos. Neste Rosh Hashaná e Yom Kipur, nós, judeus, e nossos irmãos do mundo todo, rezaremos para que o novo ano traga paz e tranqüilidade para todos para os judeus espalhados pelo mundo e para os judeus de Israel bem como para toda a humanidade.

Um ano doce, de saúde e alegria para todos!

Shaná Tová!


ANTISSEMITISMO

O JULGAMENTO DE BEILIS

O JULGAMENTO DE BEILIS

No despertar do século XX, na Rússia czarista, um drama macabro, medieval se abateu sobre a comunidade judaica. Mendes Beilis, judeu de Kiev, foi preso e falsamente acusado de matar um jovem cristão por motivos religiosos, foi julgado em 1913.

Edição 42 - Setembro de 2003

ANTISSEMITISMO

UM ALERTA PARA O MUNDO

UM ALERTA PARA O MUNDO

Não é necessário que eu diga a vocês quão bizarro o ano de 2001 foi de fato, um ano tão perturbador e com tantas perturbações. Em 11 de setembro, aconteceu o ataque às torres gêmeas do World Trade Center e ao Pentágono.

Edição 42 - Setembro de 2003

COMUNIDADES DA DIÁSPORA

SÃO PETERSBURGO

SÃO PETERSBURGO

Segunda maior cidade da Rússia, São Petersburgo foi construída em 1703, por arquitetos italianos e holandeses, a pedido do czar Pedro I, que a tornou sua capital. Conhecida por Leningrado no século passado, sempre foi considerada a mais bonita cidade da Rússia.

Edição 42 - Setembro de 2003

SUCOT

SUCOT, A FESTA DAS CABANAS

SUCOT, A FESTA DAS CABANAS

A festa de Sucot é caracterizada principalmente pela obrigação do povo judeu de habitar em cabanas. A sucá lembra as tendas (ou as nuvens celestiais) que serviram como habitação para nossos antepassados durante os 40 anos que passaram no deserto do Sinai, após o Êxodo do Egito.

Edição 42 - Setembro de 2003

ROSH HASHANÁ

ROSH HASHANÁ: O DIA DO JULGAMENTO

ROSH HASHANÁ: O DIA DO JULGAMENTO

Hoje é o dia do nascimento do mundo. Hoje Ele convoca em juízo todas as criaturas do universo... (da oração de Mussaf de Rosh Hashaná)

Edição 42 - Setembro de 2003

ROSH HASHANÁ

KIDUSH PARA ROSH HASHANÁ

KIDUSH PARA ROSH HASHANÁ

Suplemento de Rosh Hashaná - ed.42

Edição 42 - Setembro de 2003

VARIEDADES

MENSAGEM

MENSAGEM

Desejo a este Kahal ha-Kadosh, a nossos queridos irmãos da comunidade judaica no Brasil, que D’us esteja com vocês; Amém. Estendo estes votos à diretoria, fundadores e organizadores do Instituto Cultural Morashá, junto à Congregação Beit Yaacov, em São Paulo.

Edição 42 - Setembro de 2003

VARIEDADES

CARTAS

CARTAS

Cartas

Edição 42 - Setembro de 2003

VARIEDADES

LIVROS

LIVROS

Leia matéria completa!

Edição 42 - Setembro de 2003

VARIEDADES

MORASHA.COM

MORASHA.COM

Leia matéria completa!

Edição 42 - Setembro de 2003

BRASIL

UNIBES: SOLIDARIEDADE HUMANA DESDE 1915

UNIBES: SOLIDARIEDADE HUMANA DESDE 1915

Beirando os 90 anos de atividades, a Unibes é considerada a maior entidade de serviço social da comunidade judaica paulista, atendendo todos os anos a um público estimado em mais de seis mil pessoas.

Edição 42 - Setembro de 2003

BRASIL

VISITAS ILUSTRES

VISITAS ILUSTRES

A Kehilá recebeu com grande honra a visita do novo Risho le-Tzion, Rabino-Chefe de Israel, Harav Harashi Shlomo Moshe Amar Shlita, com a presença de diversos rabinos e dirigentes comunitários.

Edição 42 - Setembro de 2003

MISTICISMO

RABINO LAIBL WOLF

RABINO LAIBL WOLF

Profundo conhecedor da Cabalá e de filosofias orientais, o rabino Laibl Wolf dedica-se, nas últimas três décadas, a transformar conhecimentos judaicos milenares em aplicações úteis ao cotidiano e à superação dos desafios da vida moderna.

Edição 42 - Setembro de 2003

CRÔNICAS E CONTOS

ACONTECEU NO DIA 11 DE SETEMBRO DE 2001

ACONTECEU NO DIA 11 DE SETEMBRO DE 2001

Em uma pequena sinagoga, não muito distante das duas Torres do World Trade Center, como de costume, um grupo de judeus ortodoxos se encontrou, cedo pela manhã, para oficiar as preces matinais. Normalmente, não é problema reunir um minian e a sinagoga fica lotada de fiéis.

Edição 42 - Setembro de 2003

BIOGRAFIAS

LADY MONTEFIORE: JUDITH COHEN MONTEFIORE

LADY MONTEFIORE: JUDITH COHEN MONTEFIORE

Seu amor e comprometimento com o judaísmo foram de extrema importância para a história dos judeus, pois influenciaram de forma determinante a vida e as ações de seu marido, Sir Moses Montefiore, grande filantropo inglês e um dos judeus mais notáveis do século XIX.

Edição 42 - Setembro de 2003

BIOGRAFIAS

LEON URIS

LEON URIS

O autor do clássico Exodus e de vários best-sellers morreu em 21 de junho deste ano, de morte natural, em sua casa em Shelter Island, subúrbio de Nova York.

Edição 42 - Setembro de 2003

BIOGRAFIAS

JACQUES ELMALEH

JACQUES ELMALEH

Este artigo sobre a vida heróica de Jacques Elmaleh foi motivado, principalmente, pela onda de anti-semitismo que cresce na Europa, em especial na França, nos últimos dois anos.

Edição 42 - Setembro de 2003

ARTE E CULTURA

HOLLYWOOD E OS JUDEUS

HOLLYWOOD E OS JUDEUS

Este texto não deveria ter sido intitulado 'Hollywood e os Judeus', mas 'Os Judeus e Hollywood', simplesmente porque foram os judeus que conceberam e implantaram naquele mitológico subúrbio de Los Angeles, na Califórnia, uma indústria americana tão poderosa quanto a do aço ou a dos automóveis.

Edição 42 - Setembro de 2003

HISTÓRIA DE ISRAEL

A GUERRA DE YOM KIPUR

A GUERRA DE YOM KIPUR

Outubro de 1973. Enquanto Israel se preparava para a celebração de Yom Kipur, o dia mais sagrado do calendário judaico, a Síria e o Egito se preparavam para a guerra.

Edição 42 - Setembro de 2003

HISTÓRIA DE ISRAEL

A COMISSÃO AGRANAT

A COMISSÃO AGRANAT

A Comissão Agranat foi estabelecida em novembro de 1973, por determinação governamental, para investigar os acontecimentos que antecederam a Guerra de Yom Kipur e a falta de preparo do país diante de um conflito eminente com seus vizinhos árabes.

Edição 42 - Setembro de 2003

JUDAISMO NO MUNDO

A SINAGOGA CHORAL

A SINAGOGA CHORAL

A sinagoga Choral é a mais famosa de São Petersburgo. Uma imponente construção de estilo mourisco, inspirada em uma mesquita do Cairo, pode abrigar até 2 mil pessoas. Mas, quando construída, em 1893, era pequena para a comunidade, de 15 mil membros.

Edição 42 - Setembro de 2003

PROFETAS E SÁBIOS

ADÃO, O PRIMEIRO SER HUMANO

ADÃO, O PRIMEIRO SER HUMANO

E formou o Eterno D’us, o homem do pó do solo, e soprou em suas narinas um sopro de vida. O homem tornou-se assim uma criatura viva”. (Gênese 2:7-8)

Edição 42 - Setembro de 2003