Morashá

LEIS, COSTUMES E TRADIÇÕES


A Torá e os Profetas

A Torá e os Profetas

A Torá constitui a base do Judaísmo, sem a qual este não existiria. Apesar da palavra ser usada, com frequência, em referência a todo o corpo de textos judaicos sagrados – o Talmud, o Midrash e as obras da Cabalá, sua definição precisa é Chamishá Chumshei Torá – os Cinco Livros da Torá: Bereshit (Gênesis), Shemot (Êxodo), Vaicrá (Levítico), Bamidbar (Números) e Devarim (Deuteronômio).

Edição 100 - Junho de 2018

Os Quatro Guardiães: Um Estudo Talmúdico

Os Quatro Guardiães: Um Estudo Talmúdico

Na porção de Mishpatim, no Livro de Shemot (Êxodo), a Torá apresenta as leis dos Quatro Shomrim – os Quatro Guardiães. O Shomer é aquele que é responsável por guardar a propriedade de outro.

Edição 99 - Abril de 2018

Mishkan, o Tabernáculo

Mishkan, o Tabernáculo

“E Me farão um santuário, e Eu morarei entre eles” (Êxodo 25:8)

Edição 96 - Junho de 2017

O Dia 10 de Tevet

O Dia 10 de Tevet

O dia 10 do mês hebraico de Tevet é um dia de jejum e de luto nacional para o Povo Judeu, pois marca o início do sítio a Jerusalém pelos exércitos de Nabucodonozor, no ano de 425 A.E.C, e a subsequente destruição do Primeiro Templo Sagrado. Essa data é considerada o início da dispersão de nosso povo e de todas as provações e tragédias que se seguiram.

Edição 94 - Dezembro de 2016

Uma introdução às Leis da Cashrut

Uma introdução às Leis da Cashrut

Através da história do Povo Judeu, o cumprimento das leis da Cashrut tem sido um atributo inconfundível da identidade judaica. Quando um judeu volta ao Judaísmo – quando inicia sua jornada espiritual e abraça a Torá – o mandamento que ele mais provavelmente adota é a obediência às leis alimentares judaicas. Talvez, mais do que qualquer outra mitzvá da Torá,  as leis da Cashrut enfatizam que o Judaísmo é muito mais do  que uma “religião”, no sentido convencional.

Edição 93 - Setembro de 2016

Lições espirituais do episódio do Bezerro de Ouro

Lições espirituais do episódio do Bezerro de Ouro

O jejum do 17o dia do mês hebraico de Tamuz é o início de um período de três semanas de luto pela destruição de Jerusalém e a queda dos dois Templos Sagrados. Lembra cinco eventos trágicos ocorridos nessa data. O primeiro deles foi o fato de Moshé ter quebrado as Tábuas dos Dez Mandamentos, quando, ao descer do Monte Sinai, viu o Povo Judeu reverenciar o Bezerro de Ouro.

Edição 92 - Julho de 2016