Morashá

Simchat Torá

Em Simchat Torá, dançamos com alegria nas sinagogas com os Sefarim cobertos com suas ricas capas ou em suas belas caixas. É a celebração da conclusão do ciclo anual de leitura da Torá  e o início de um novo ciclo.

Tags: Festas


Na festa de Simchat Torá, cujo nome em tradução literal significa o “Júbilo da Torá”, dançamos com os rolos da Torá cobertos com suas ricas capas ou fechados em suas belas caixas. Diferentemente de Shavuot, quando passamos a noite toda acordados estudando a Torá, em Simchat Torá esses livros sagrados não são celebrados com seu estudo, mas dançando com os Sifrei Torá. A alegria do dia é relevante para todos os judeus; todos, desde o maior Sábio ao menos preparado dos judeus podem e devem dançar com a Torá. E a razão para seus rolos permanecerem cobertos ou fechados enquanto dançamos com eles é uma prova de sua relevância para todos os judeus – o que é uma verdade não apenas em Simchat Torá. Pois mesmo aquele que não compreende o significado de suas palavras, também ele tem que recitar a bênção sobre a Torá antes de ler seu texto ou quando é chamado para uma Aliá. A razão para esta obrigação é que mesmo sem entender o que está lendo – ou o que está sendo lido em seu nome quando é chamado à Torá – o simples ato de ler ou ouvir atrai a Luz Infinita que emana do Criador. O simples ler ou ouvir as palavras da Torá Escrita – os Cinco Livros de Moshé- evoca a Revelação d’Aquele que a escreveu e a entregou a nosso povo.

Em Simchat Torá, dançamos com a Torá para celebrar a conclusão do ciclo anual de leitura e o início de um novo. Nesta festividade, lê-se a porção final da Torá – “Vezot HaBerachá” – e todos os homens judeus presentes na sinagoga são chamados à Torá. Após a leitura da porção final do Livro Sagrado, lê-se um segmento do primeiro livro, Bereshit. NoShabat seguinte à Simchat Torá,lê-se, então,a primeira porção completa.