Morashá

Pessach Sheni

Pessach Sheni – literalmente, o segundo pessach - cai no 14o dia do mês hebraico de Iyar – exatamente um mês após a véspera da festividade de Pessach. Nesta data, há o costume de se comer matsá. A proibição de se comer chamêts durante os oito dias de Pessach não se aplica ao dia de Pessach Sheni.


Pessach Sheni – literalmente, o segundo pessach - cai no 14o dia do mês hebraico de Iyar – exatamente um mês após a véspera da festividade de Pessach. Pessach Sheni transmite uma mensagem que é um dos fundamentos do judaísmo, ensinando-nos que podemos sempre corrigir erros passados e que D’us sempre nos dá uma segunda chance.

Apesar de seu nome, o “Segundo Pessach” não é uma data na qual cumprimos as leis de Pessach: não realizamos o Seder nem lemos a Hagadá. Há, sim, o costume de se comer Matzá, de preferência Matzá Shmurá nessa data, mas nela também consumimos Chametz. Apesar de não ser um Yom Tov, um dia santificado, e não ser praticamente relevante na ausência do Templo Sagrado de Jerusalém, o Pessach Sheni é uma data alegre em nosso calendário e transmite lições valiosas a cada um de nós.