Morashá
Albert Dayan z'l Foto Ilustrativa

Albert Dayan z'l

No mês de janeiro de 2008 a comunidade judaica de São Paulo perdeu Albert Dayan, um de seus mais destacados membros.

Edição 60 - Abril de 2008


Albert era um homem conhecido tanto por sua personalidade marcante e seu cunho empresarial, como por seu trabalho na comunidade. Marido e pai dedicado, deixa a esposa, Sarine, filhos e netos. Amigo de todas as horas, os que o conheciam sabiam que podiam contar com ele, em qualquer ocasião. Homem de bom senso, tinha o raro dom de saber ouvir a todos com consideração, tentando resolver os problemas com justiça, por menores ou maiores que fossem, com o mesmo interesse e cuidado. Sua vida profissional foi marcada por realizações; empreendedor de visão fundou uma das instituições financeiras de sucesso do País.

Além de filantropo, Albert se dedicou à comunidade, onde sempre trabalhou incansavelmente. Desde março de 1973 fez parte da diretoria da Congregação e Beneficência Sefardi Paulista e, a partir de março de 1994, tornou-se vice-presidente.

Era conhecido por defender com convicção e afinco os milenares princípios judaicos. Foi incansável em sua luta contra a assimilação. Queria preservar nossas tradições e transmiti-las às novas gerações, por acreditar que este era o único segredo da continuidade judaica, a garantia de que nossos filhos seguirão os passos de seus pais, geração após geração.

O comparecimento maciço da comunidade à mishmará comprovou o carinho e o respeito que nutriam por ele. Albert deixa um grande vazio em sua família, entre seus amigos e no seio da comunidade.