Morashá

YOM KIPUR


Algumas leis relacionadas a Yom Kipur

Algumas leis relacionadas a Yom Kipur

Neste ano, Yom Kipur se inicia na terça-feira, 18 de setembro, e termina na noite de quarta-feira, 19 de setembro .

Edição 101 - Setembro de 2018

Dez Ensinamentos para os Dez Dias de Teshuvá

Dez Ensinamentos para os Dez Dias de Teshuvá

Os Dez Dias de Teshuvá, também conhecidos como os Yamim HaNorayim (“Dias Temíveis”), iniciam-se em Rosh Hashaná – o Ano Novo Judaico – e terminam no final de Yom Kipur. O Talmud ensina que esses dez dias constituem um período de julgamento Divino. Os Yamim HaNorayim são, pois, uma época de profunda introspecção que deve ser dedicada a orações, exame de consciência e tomada de boas resoluções.

Neste artigo, preparamos dez ensinamentos que tocam alguns dos temas relevantes para os Dez Dias de Teshuvá.

Edição 101 - Setembro de 2018

Algumas leis relacionadas a Yom Kipur

Algumas leis relacionadas a Yom Kipur

Neste ano, Yom Kipur se inicia na sexta-feira, 29 de setembro, e termina na noite de sábado, 30 de setembro.

Edição 97 - Setembro de 2017

Algumas leis relacionadas com Yom Kipur

Algumas leis relacionadas com Yom Kipur

Neste ano, Yom Kipur se inicia no dia 11 de outubro, terça-feira, às 17:50h (em São Paulo), e termina na noite do dia 12 de outubro, às 18:44h (em São Paulo).


Edição 93 - Setembro de 2016

Yom Kipur e o Poder do Perdão

Yom Kipur e o Poder do Perdão

Yom Kipur é a oportunidade dada por D’us de virar a página de nossa vida e acreditar em nossa capacidade de melhorar. Devemos corrigir os erros, mas não nos tornarmos reféns do passado, incapazes de olhar para o futuro.

Edição 89 - Setembro de 2015

As Quatro Espécies de Sucot e o que nos ensinam

As Quatro Espécies de Sucot e o que nos ensinam

Um dos principais mandamentos da festa de Sucot diz respeito às Quatro Espécies: Lulav, Etrog, Hadáss e Aravá. Cumprimos esse mandamento porque a Torá assim nos ordena. O fato de entendermos a razão para o seu cumprimento – e por que devemos reunir e segurar essas quatro espécies – tem importância secundária. A importância primária é a percepção de que fazê-lo é cumprir a Vontade de D-us.

Edição 85 - Setembro de 2014